• TechBalance

Conheça a startup que usa o celular para combater suas dores nas costas e reduzir o risco de quedas.


Fabiana Almeida, fundadora da TechBalance.
Fabiana Almeida, fundadora da TechBalance.

Muito tem se falado dos cuidados com a higiene e a saúde mental durante a pandemia, mas nossa postura também vem sendo abalada por conta do sedentarismo, do tempo excessivo em frente às telas e da tensão.


De acordo com uma pesquisa online, feita em todo Brasil com mais de 45 mil pessoas, 41% dos entrevistados disseram sentir dor nas costas. Em 2013, segundo o último levantamento do IBGE sobre o tema, essa taxa era de 18,5%. O estudo foi realizado pela Fiocruz, UFMG e Unicamp.


O risco de quedas, que já é de cerca de 30% entre os 65+ segundo a Organização Mundial da Saúde, também aumentou com mais idosos isolados em casa. Antecipar e prevenir esse risco e as lesões decorrentes é o foco da TechBalance, startup fundada em 2019.


ELA QUERIA FAZER UM MESTRADO, MAS ACABOU EMPREENDENDO


A história da TechBalance começou em 2017, com um estudo acadêmico.

A fisioterapeuta Fabiana Almeida, 35, fundadora da startup, fez carreira na área de assistência e gestão de clínicas. Paralelamente, tocava um negócio próprio, um serviço de atendimento home care. Por sete anos, ela atendeu idosos em suas residências:

“Essa história do cuidado com a prevenção ficou muito forte em mim. Percebi que não importa se o paciente é da classe A ou é atendido pelo SUS: se não construir uma vida saudável, não importa muito como chega financeiramente à velhice”

Leia a matéria completa no site do Projeto Draft. Clique aqui.